fbpx

Dez motivos que me fazem escolher um hostel para hospedar quando viajo

Por Daniel de Oliveira Costa*

Quando recebi o convite da galera da Globe Trotter para escrever sobre este tema fiquei muito empolgado, afinal com eles tive oportunidade de fazer uma das melhores viagens da minha vida, além de conhecer amigos que levarei comigo para sempre.

Vamos ao tema da nossa conversa. Se você ainda está em dúvida entre hotel e hostel (albergues) espero que após ler este texto perceba que hospedar em um hostel será sempre a melhor opção. Esteja você sozinho, em casal ou com amigos. Confira abaixo dez motivos para escolher o hostel na sua próxima viagem:

 

1 – Com ou sem planejamento

Se você é do tipo de pessoa que gosta de planejar minuciosamente cada detalhe de sua viagem, vai perceber que escolher um hostel pode facilitar ainda mais o seu planejamento. Afinal, muitos oferecem não só hospedagem, mas também diversas opções de lazer na cidade escolhida.

Caso você seja, assim como eu, do tipo de pessoa que não planeja muito, resolve viajar de última hora, vai perceber que hostel também é sua melhor opção. Afinal, geralmente não é muito difícil encontrar algum na cidade de interesse com uma cama disponível e valores acessíveis.

 

2 – Fazer amigos, conhecer outras culturas

Sou do tipo que deseja conhecer o mundo, todos os países, se possível. Viajar pra cada país é algo que talvez não seja viável para todos. Mas quando se hospeda em hostel, você não apenas conhece a cidade em que está, você conhece também cidades e culturas variadas, de todo o mundo. Ao dividir o quarto com ingleses, holandeses, alemães, americanos, japoneses, neozelandeses, brasileiros, você além de fazer novos amigos, consegue conhecer e aprender sobre a cultura de vários lugares. Alguns que você talvez nunca pensou em visitar, e agora já estão em seu Bucket List.

 

3 – Casa da vovó

Uma das melhores coisas em hostel é que o clima é o melhor e mais agradável possível. Você pode dormir em quartos com muitas pessoas, ou pode ficar em habitações com menos gente, tem a opção de continuar só com amigos, ou se hospedar em um quarto só pra você. Café da manhã como os da casa da sua avó – se tiver sorte – cozinha disponível para você fazer sua própria gororoba, geladeira pra guardar o que precisar, e em alguns até lavanderia está disponível para se usar.

 

4 – Letra e música

Em um hostel você consegue encontrar também bibliotecas, livros dos mais variados. Depois de conhecer a catedral da cidade em que você está, ainda conseguirá descobrir, lendo Ernest Hemmingway, “Pra Quem Os Sinos Dobram”, por exemplo. Aos apaixonados por música, algo indispensável em todo hostel é o bom e velho violão. Rodinhas de viola na sala de estar, digo, no lobby do hostel, são muito comuns.

 

5 – Hostels são “uniques”

Sim! Únicos e inigualáveis. É muito comum ver hotéis muito parecidos uns com os outros. Tudo mais do mesmo, eu diria. Hostels são únicos pois podem ser temáticos – e a maioria é. Sendo assim, em cada que você ficar, será uma experiência diferente, um modo novo de ver as coisas e até mesmo a cidade que está visitando.

 

Bom, creio que não posso deixar de falar do óbvio!

 

6 – Valores mais em conta. MUITOOO mais barato!

Os preços de hospedagem de um hostel são imbatíveis. O custo/benefício é muito bom. Caso não tenha muito dinheiro para hospedagem, você pode ficar em quartos comunitários – e quanto mais camas no quarto, mais barato o valor e mais divertida e interessante pode ser sua estadia. Se preferir, existe também a opção de habitações com menos camas ou individuais. O valor, ainda assim, continua muito atrativo.

 

7 – Localização: perto de tudo o que você precisa conhecer

Geralmente, a localização é incomparável também! Pode ser bem na Lapa, bairro boêmio do Rio de Janeiro, a uma quadra da Av. Camps Elysees em Paris, próximo à Piazza San Marco em Veneza, a um quarteirão do Central Park em Nova York, em Nothing Hill Gate, Londres… e por aí vai.

 

8 – Descontos: ah, quem não curte um desconto?

Outro ponto muito interessante sobre os hostels em geral é este detalhe que faz toda a diferença para jovens viajantes. Grande parte tem sempre aquele desconto bem legal em alguma atração turística da cidade – seja um Free Walking Tour ou uma festa temática. Você pode acabar conhecendo mais do que esperava, ou gastando menos.

 

9 – Mapas/Guias/Orientações: nada de ficar perdido por aí

Uma das coisas que mais gosto em hostels são os mapinhas das cidades. Faço coleção de mapas! Nos hostels, além dos mapas, você consegue orientação sobre os melhores lugares para visitar na cidade. Alguns também disponibilização guias, vans ou até aulas de surf. Se no hostel que você for não tiver nada disso, tem a opção de sair com os seus novos amigos. Até por que o staff do hostel também adora viajar e conhecer gente, alguns inclusive podem nem ser da cidade, e no time off vão querer sair pra conhecer os pontos turísticos.

 

10 – Wi-Fi: para não ficar completamente inalcançável

Last, but not least! Tudo bem que o principal da viagem é aproveitá-la ao máximo: desligue o telefone, só use a câmera quando necessário. Abra os olhos, veja e viva o lugar. Mas, tem sempre aquela foto que você precisa compartilhar com o mundo. É com o wi-fi (geralmente gratuito) do hostel, que você poderá fazer inveja em seus amigos.

 

*Daniel de Oliveira Costa é professor de Inglês em Minas Gerais e, obviamente, adora viajar. Entre as suas experiências no exterior, estão um programa de Work & Travel nos USA em 2008, um Au Pair em London no ano de 2010, além do YMCA Camp Counselor Program (YCCP) 2014 e uma aventura Backpacking pela Europa (Londres, Veneza, Milão, Paris) em 2015.
– Instagram and Twitter: @_dancosta_
– Facebook: Dan Costa
– Email: dancosta.id@gmail.com
– Fotos: Facebook/Reprodução e hostels.com

 

>>> Quer saber mais sobre todos os nossos programas, ver promoções e receber dicas para intercâmbios e viagens? 
Acompanhe a Globe Trotter no Facebook!

Blog #GenteQueViaja – Produção e Edição: Milson Veloso – Jornalista, especialista em Comunicação Digital e viajante 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *