fbpx

#WhyCCP: novos Camp Counselors contam como foi a experiência do treinamento pela Globe Trotter

“Parece um bando de loucos, que ficam cantando e gritando, com aquele sorriso bobo na cara”. Essa talvez seria a melhor definição do Camp Counselor Program (YCCP) por quem ainda não conhece bem o programa, ao ver a nossa equipe com mais de 100 participantes em ação por aí – seja no Parque Ecológico, no Mangabeiras ou mesmo em algum ônibus/metrô.

Então, chegou a hora de desmitificar e esclarecer alguns pontos sobre o maior e melhor treinamento em liderança + intercâmbio em Summer Campda América Latina. Ah, and so far o com MENOR INVESTIMENTO total de BH também, sabia? 😉

A partir de hoje, faremos uma série de postagens, denominada #WhyCCP: Por que Camp Counselor Program?, compartilhando um pouco mais sobre a experiência maluca e divertida que é se jogar no YCCP. Assim, convidamos nossos participantes da edição 2016 para responder a algumas perguntas frequentes sobre o treinamento em BH e tirar as dúvidas de quem ainda não teve a oportunidade de viver essa aventura I.N.E.S.Q.U.E.C.Í.V.E.L.

Para começar, a linda e inteligente Melissa Monteiro solta o verbo. Confira abaixo:

#GenteQueViaja: Como você conheceu o programa de treinamento e intercâmbio?

Melissa: Eu pude conhecer o programa por meio da minha melhor amiga linda (BFF’s) que participou no ano de 2015. Durante o treinamento dela eu fiquei ouvindo todos os detalhes de cada dia e acabei me encantando. Depois de ingressar no programa fiquei sabendo de tantos outros amigos meus e conhecidos que já participaram do YCCP e tiveram essa incrível experiência!

O que te fez participar do processo?

O que me fez decidir, por incrível que pareça, nem foi em relação à viagem aos Estados Unidos – que mesmo sendo um sonho, tendo em vista todos aqueles lugares esplêndidos, aprimorar o inglês, ir a um camp e tudo mais – o grande motivo foi: minha amiga falava e fala tão bem sobre o programa que eu tive que ir conhecer com os meus próprios olhos. E, adivinhe só, agora me tornei a cópia dela, pois o treinamento superou todas as minhas expectativas! Trata-se, simplesmente, do encontro das pessoas mais lindas e alegres do mundo, das pessoas mais animadas e doidas que, em meio a tantos meses de aprendizado e desafios e muitos ônibus de manhã cedo, te fazem crescer como Ser Humano, encontrar novos grandes amigos e realizar seu sonho.

Qual foi a sua primeira impressão?

A minha primeira impressão foi: meu Deus, não sei se vou conseguir acompanhar esse ritmo! Essas pessoas são muito boas e possuem muito mais experiência que a minha humilde pessoa. E ela mudou muito ao longo das atividades, tanto pela amizade do grupo e o acompanhamento realizado e, também, por cada counselor, cada encontro e reunião.

Qual foi a atividade mais forte e impactante do programa?

FIRST CAMP ❤❤❤

Você pensou em desistir durante algum momento?

Na realidade, eu entrei com um pensamento de “talvez eu participe, afinal, quem sabe?”, pois haviam grandes empecilhos – aos meus olhos – para que eu conseguisse superar e viajar: o início do semestre da faculdade, o dinheiro para documentação, dificuldades no inglês, convencer os meus pais, compromissos durante os horários de encontro, entre outros. Durante todos os dias e todas as etapas, tantas foram as surpresas, amizades, desafios e alegrias, que tudo não me deixava mentir: TENHO QUE SER DA FAMÍLIA YCCP E VIAJAR LOGO.

Quais habilidades você conseguiu desenvolver ao longo do processo?

Praticamente todas, mas as principais foram a liderança, confiança, respeito, cuidado, pertinência e oratória.

Como você descreveria o programa para alguém que nunca participou?

Sonho! Além de uma preparação individual para desbravar novos países e conhecer novas culturas, o programa te desafia a ser melhor em todas as áreas e te convida a fazer parte de uma família maravilhosa – a família YCCP 💜💛🇺🇸.

O que você diria para os candidatos do processo 2017?

Não desista e não deixe pra planejar as recreations um dia antes, não que eu tenha cometido essa gafe (kkkkk), só pra avisar mesmo…

Algum comentário extra ou dica?

Pessoal, não inicie o programa focando somente na viagem, curta o tempo de treinamento, participe das atividades com o grupo, façam grupos de conversação no hangout, façam festas – podem me convidar 😉, façam grandes laços de amizades, não gastem muito dinheiro (OREM PELO DÓLAR), cuidado com os ônibus – principalmente do barreiro, porque eles atrasam sempre, façam grupos de carona e curtam muuuuito, porque melhor não há.

Blog #GenteQueViaja – Produção e Edição: Milson Veloso – Jornalista, especialista em Comunicação Digital e viajante 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *